O que fazer no Centro Histórico de São Paulo?

O que fazer no Centro Histórico de São Paulo?

São Paulo, a maior cidade do Brasil (e, somos suspeitos para falar, mas a melhor <3), não é exatamente famosa por seus prédios históricos. Olhando entre as ruas, capelas e casas você descobre alguns salpicos incríveis de história, que nem imaginava que existiam.

O Cidade Paralela desta vez separou alguns pontos do Centro Histórico de São Paulo que você vai se surpreender ao conhecer. Então, venha com a gente fazer um tour por essas maravilhas da nossa querida e movimentada cidade grande:

Capela dos Aflitos

o-que-fazer-no-centro-historico-de-sao-paulo-aflitos

Para iniciar o circuito, recomendamos esta pequena capela no Liberdade, a apenas um quarteirão de distância da estação de metrô do bairro. O nome da igreja, ‘Capela dos Aflitos’, é que é uma referência à Nossa Senhora dos Aflitos. A história conta que seu nome anterior era: Largo dos Enforcados.

Museu Padre Anchieta

o-que-fazer-no-centro-historico-de-sao-paulo-museu-anchieta

Em um passeio na Praça da Sé em direção à Rua Santa Teresa, você percebe que o ruído desaparece na medida em que vai surgindo a calma do Pátio do Colégio, onde fica o Museu Padre Anchieta. Este lugar reúne todo o histórico da vida do padre José de Anchieta. Há também uma maquete que mostra a antiga cidade de São Paulo. Bem interessante.

Cripta da Sé

o-que-fazer-no-centro-historico-de-sao-paulo-cripta-catedral-se

A silhueta majestosa da Catedral da Sé é uma forma super conhecida no horizonte da cidade, mas a cripta é menos conhecida na catedral – a Cripta da Sé. Decorada com uma série de esculturas de bronze, este lugar é onde se encontram sepultados os corpos de muitos dos bispos da cidade e figuras históricas, como o cacique Tibiriçá, o primeiro paulista a se converter ao catolicismo, e Diogo Feijó, um bispo que governou o Brasil por um curto período em 1835.

Casa da Imagem

o-que-fazer-no-centro-historico-de-sao-paulo-casa-imagem

Ao lado do Solar da Marquesa de Santos você encontra a Casa da Imagem, outro edifício histórico renovado, que possui um enorme e histórico arquivo fotográfico de São Paulo – 710.000 fotografias, além de uma base digital de dados de 120.000 de imagens.

E aí, gostou do nosso roteiro? Já visitou algum desses lugares? Conta pra gente suas experiências.

Comente!

Seu e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios*